o que fazemos

O Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré - CEASM é formado por um grupo de moradores e ex-moradores da Maré que conseguiram atingir a formação universitária.

 

Nossa motivação é a possibilidade de criar estratégias e ações integradas e de longo prazo na Maré que aliem a inserção comunitária à condição de instituição de pesquisa e gestão de projetos de grande porte, de forma que moradores, em particular os adolescentes e jovens, encontrem exemplos locais positivos na construção de suas trajetórias sociais, escolares e acadêmicas.

educação e pesquisa

cultura e memória

comunicação

sustentabilidade ambiental

CEASM_site-02.png

conheça nossos projetos

Curso Pré Universitário

da Maré (CPV-MARÉ)

Curso Preparatório para

o Ensino Médio

Alfabetização de

Jovens e Adultos

Contribui para que o acesso ao ensino superior seja garantido em condições de igualdade, como direito fundamental ampliando suas possibilidades educacionais, culturais e profissionais. Em 18 anos contribuiu para o acesso de mais de 1300 pessoas da Maré em universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro.

Iniciativa que atinge cerca de 40 adolescentes locais anualmente. O projeto visa ampliar as possibilidades de permanência e continuidade da formação escolar pública de jovens moradores da Maré, estudantes do último ano do Ensino Fundamental, em Instituições de Ensino Médio Público com qualidade reconhecida. 

Projeto em parceria com o Programa Integrado da UFRJ para Educação

de Jovens e Adultos e atende cerca

de 25 pessoas por ano.

 

O projeto se caracteriza por aliar a alfabetização com uma formação cidadã.

Cursos de Informática

Uma maré de leitura

Biblioteca Popular Paulo Freire

Oferece cursos em níveis diferenciados para a comunidade da Maré, atendendo por ano cerca de 120 alunos, em cursos de pelo menos quatro horas semanais. O projeto tem objetivo de contribuir para inclusão digital e tecnológica aos moradores da Maré. Faixa etária a partir de 13 anos.

Projeto Biblioteca Elias José que promove a formação de leitores e desenvolve o

gosto pela leitura, por meio de ações continuadas com distintos agentes envolvidos com a leitura no Brasil. Atende ao público infanto-juvenil, recebendo aproximadamente 100 leitores por mês.

Biblioteca instalada no Morro do Timbau, disponível para os estudantes da Maré em especial aos adolescentes e jovens que atuam nos projetos do preparatório para o ensino médio e o curso de pré vestibular comunitário. A biblioteca possui um acervo de quase 3.000 livros didáticos e literários.

 

Jornal “O Cidadão”

Museu da Maré

ECOREDE

Jornal comunitário produzido pelo CEASM desde 1999, com cerca de 70 edições produzidas. Teve distribuição gratuita pelas 17 favelas da Maré por 17 anos e hoje informa os assuntos importantes para a favela via site e redes sociais.

Conjunto de ações voltadas para o registro, preservação e divulgação da história das comunidades faveladas da Maré, em seus diversos aspectos, sejam eles culturais, sociais e econômicos. Recebe anualmente mais de 6.000 visitas. Conta com uma Bibliografia sobre a cidade do Rio de Janeiro, dissertações e teses sobre favelas.

 

Projeto que visa ampliar um debate e conscientização que causem uma intervenção significativa no cotidiano dos moradores da Maré no que diz respeito à educação socioambiental. As ações do projeto se desenvolvem nas escolas públicas da Maré com o apoio de uma brinquedoteca socioambiental itinerante.

Biblioteca Elias José

ADOV

NEPS

Projeto Biblioteca Elias José que promove a formação de leitores e desenvolve o gosto pela leitura, por meio de ações continuadas com distintos agentes envolvidos com a leitura no Brasil. Atende ao público infanto-juvenil, recebendo aproximadamente 100 leitores por mês.

XXXXXXXXXXXXX

O NEPS se configura como um dos projetos do Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré e tem como finalidade construir um permanente esforço na produção de conhecimento que valorize as periferias urbanas do país. Tem a finalidade de construir processos formativos, produzir conhecimento e intervir pedagogicamente na realidade.